GCM de Mauá opera há mais um ano com colete balístico vencido

guardacivilmunicipalA Guarda Civil Municipal (GCM) de Mauá opera há mais de um ano com coletes balísticos vencidos, sem novos uniformes, sem treinamento permanente, com munição e armamento obsoletos. O Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos (Sindserv) solicitou, em 04/08, uma reunião com o secretário de Segurança Pública, Paulo Barthasar Júnior, para tratar do assunto e buscar soluções para o problema, mas não houve resposta até o fechamento desta matéria.

Para o diretor do Sindserv Wagner Reis da Silva, um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), celebrado com o Ministério Público, poderia garantir a busca pela solução efetiva do problema. “Colocar o guarda na rua com o equipamento vencido é equivocado, quem vai se responsabilizar se ocorrer alguma fatalidade?”, indagou. “Um Termo de Ajuste de Conduta celebrado entre Ministério Público e Prefeitura, intermediado pelo Sindicato, poderia garantir a busca por uma solução para o problema”, pontuou.

Segundo o presidente do Sindserv, Jesomar Alves Lobo, o Sindicato tem buscado manter constante diálogo com a Administração para agir em conjunto na busca por melhores condições de trabalho. “Temos procurado manter os canais de diálogo abertos com a Administração municipal para que juntos busquemos caminhos de resolver o problema, mas diante do impasse da ausência de respostas, vamos considerar o caminho judicial”, apontou. “Tudo que queremos é que os trabalhadores da Guarda atuem com segurança no trabalho e que, assim, protejam a cidade”, concluiu.

IMG_20170911_152450446 - 2217x1247

Sindserv protocolou ofício, em 04/08, para solicitar audiência com o secretário de Segurança Pública, mas não houve resposta.

Histórico

Em setembro do ano passado, servidores da GCM procuraram o Sindicato e a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da Prefeitura para solicitar auditoria nos equipamentos para averiguar possíveis irregularidades.

Sindserv e Cipa alertaram a administração, à época, dos riscos envolvidos na falta de substituição do equipamento de proteção individual.

documentos-gcm-colete

A Cipa da Prefeitura encaminhou comunicação interna para solicitar auditoria nos equipamentos.

3 comentários sobre “GCM de Mauá opera há mais um ano com colete balístico vencido

  1. Pingback: Sindserv Mauá reúne GCM’s, que pedem valorização | SINDSERV MAUÁ - Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos de Mauá

  2. Pingback: Sindserv encaminha reivindicações da GCM a secretário | SINDSERV MAUÁ - Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos de Mauá

  3. Pingback: Servidores entregam pauta de reivindicações ao prefeito | SINDSERV MAUÁ - Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos de Mauá

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.