Sindserv Mauá reivindica participação no processo de licitação e cobra melhorias no convênio médico dos servidores públicos

Há dois meses para o fim do contrato, o Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos (Sindserv) de Mauá reuniu-se com o secretário de Administração, Wagner Rubinelli, nesta quinta-feira (6), para reivindicar a participação da entidade na elaboração do edital de licitação do convênio médico da categoria, que arca com 40% do valor total. Em janeiro, a Prefeitura de Mauá renovou com a atual operadora por seis meses.

Para o presidente do Sindserv, Jesomar Alves Lobo, o Sindicato representa toda a categoria e deve participar de todo o processo. “Na qualidade de legal e legítimo represente dos servidores e empregados públicos, o Sindicato reivindica participar da elaboração do edital da licitação que visa a contratação de uma empresa para prestar serviços de convênio médico”, explicou. “Nós não abrimos mão do plano familiar e que a empresa contratada tenha ao menos um hospital próprio ou credenciado e que tenha pronto atendimento 24 horas por dia, ambos na cidade de Mauá”, ressaltou.

Em reunião com o secretário de Administração, Wagner Rubinelli, o Sindserv reivindicou participar da elaboração do edital para a nova licitação do convênio médico. (Foto: Sindserv Mauá/Lucas Miranda)

Melhorias

O Sindserv aproveitou o momento em que se avalia a realização de uma nova licitação para cobrar a inclusão de melhorias no atendimento aos servidores e seus dependentes no edital. A entidade propôs a manutenção do plano familiar e da regionalidade, mas também que a empresa contratada mantenha um ambulatório de especialidades médicas próprio na cidade.

Diálogo

O Sindicato vai encaminhar a reivindicação também ao prefeito Marcelo Oliveira. O objetivo é iniciar as tratativas que visam garantir mais transparência ao processo, ouvir os servidores e manter as garantias já estabelecidas no contrato vigente.

Histórico

O último processo de licitação do convênio médico dos servidores e funcionários públicos de Mauá ocorreu em 2017. De acordo com a Lei, o contrato pode chegar a 60 meses, porém a Prefeitura optou por fracionar em períodos de 12 meses.

Em janeiro deste ano, a Prefeitura de Mauá renovou o contrato por mais seis meses. Caso não haja nova renovação, uma licitação deverá ser realizada.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.