Juiz João vai reduzir comissionados, rever atuação da GCM e promete lutar para melhorar salários dos servidores

Servidor público concursado por 36 anos, o magistrado aposentado e candidato a prefeito de Mauá Juiz João (PSD) reuniu-se com servidores e funcionários públicos para receber a carta programática da categoria. No encontro, realizado nesta quinta-feira (29), na sede do Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos (Sindserv), o prefeiturável garantiu que fará uma redução de cargos comissionados e secretarias, vai rever as atribuições da Guarda Civil Municipal (GCM), se esforçar para melhorar os salários do funcionalismo, mas dentro das possibilidades financeiras do município.

Foto: Divulgação

Segundo o Juiz João, se eleito, boa parte dos cargos comissionados serão extintos para dar espaço a servidores públicos de carreira em postos de chefia. “Fui servidor público concursado por 36 anos, trabalhei a minha vida toda como funcionário público, e isso me capacita para entender como é a carreira de servidor público, meu plano de governo reflete a valorização que sinto, que sempre preservei e que sempre batalhei, para que o servidor público seja valorizado”, pontuou. “A minha ideia, exposta no plano de governo, é diminuir sensivelmente os cargos comissionados da Prefeitura, vai dar trabalho, eu sei que vai, mas vou diminuir, porque acho que é um exagero [a quantidade] que tem na Prefeitura, se a gente tem funcionários efetivos que possam ocupar vários desses cargos a minha ideia é usar o maior número de efetivos técnicos para suprir essas questões”, propôs.

O prefeiturável garantiu que as tratativas com os servidores serão ágeis e admitiu que negociará com base na execução orçamentária. “Como prefeito a minha ideia é reduzir os cargos comissionados e valorizar os efetivos, o Jesomar [presidente do Sindicato] sabe que sou prático, que não gosto de enrolar, não sou de fazer firula, não sou de fazer política e vai ser assim”, prometeu. “Em relação ao dissídio, o que der para pagar nós vamos pagar, todas as perspectivas são de que o ano que vem será mais difícil que este ano de pandemia, e este ano começou a uma recessão econômica, Mauá perdeu muitas empresas, o orçamento que tem estimativa pela LDO [Lei de Diretrizes Orçamentárias] em 1,6 bi [bilhões] não sei se vamos executar isso, talvez arrecade entre 700 e 800 mi [milhões], Mauá é a sexta pior cidade que apresenta déficit de orçamento, então vai ser um ano difícil”, analisou. “Se a gente conseguir dar a [correção da] inflação, a gente vai ter que sentar e rezar, mas o que a gente puder fazer a gente vai fazer”, garantiu.

GCM

Indagado sobre o plano de carreira da Guarda Civil Municipal (GCM), o candidato do PSD propôs uma revisão da estratégia de atuação da corporação. “A Guarda Municipal está relativamente distorcida da sua competência, qual a função primordial da Guarda Civil Municipal tanto na Lei ordinária quanto na Constituição? é a vigilância dos próprios equipamentos públicos”, apontou. “A competência suplementar da Guarda Municipal, que está na Lei, é a de suplementar as polícias de segurança, que é a militar e a civil”, lembrou. “Quase todos os meses as UBS [Unidades Básicas de Saúde] ou algum próprio municipal é furtado ou danificado por ausência da GCM, isso tem que ser corrigido, a gente não pode deixar nossos próprios públicos desguarnecido de segurança, a gente tem que ter segurança, e quem é responsável por isso [é] a Guarda Civil Municipal, quando ela tiver eficazmente protegido nossos bens públicos aí a gente pensa em outras atividades suplementares de segurança pública”, argumentou. “Vamos fazer a coisa certa”, finalizou.

Outros

Entre outros temas abordados pelos servidores durante a sabatina estão a mudança da OS que administra a Saúde, a relação com os futuros vereadores, estratégias de longo prazo para recuperar o tempo perdido do plano de carreira, entre outros.

Leia na íntegra a Carta Programática dos Servidores Públicos de Mauá. Clique aqui.

Confira abaixo a programação para os próximos encontros com os candidatos a prefeito de Mauá:

03/11 – 18h – Roseni Delmondes – PMN

04/11 – 18h – Vanessa Damo – MDB

05/11 – 18h – Amanda Bispo – UP

06/11 – 18h – Donisete Braga – PDT

09/11 – 18h – Caio Túlio – PCO

10/11 – 18h – Zé Lourencini – PSDB

11/11 – 18h – André Sapanos – PSOL

O candidato Atila Jacomussi não confirmou presença até o momento.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.