Vereador altera projeto e restringe redução salarial a comissionados e agentes políticos

Após manifestação do Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos (Sindserv) de Mauá, o vereador Adelto Cachorrão alterou, nesta quinta-feira (23), o projeto de lei de sua autoria que pretende, agora, reduzir temporariamente remunerações de servidores comissionados (nomeados sem concurso) que recebam acima de R$ 5 mil, com objetivo de fortalecer as ações do município no combate à disseminação da Covid-19. A mudança excluiu servidores efetivos das medidas propostas.

2020-04-23

Em entrevista ao jornal A Guardiã da Notícia, o presidente do Sindserv, Jesomar Alves Lobo, falou sobre o projeto de redução salarial e da falta de EPI’s para os servidores da SSU. (Foto: Reprodução)

No Artigo 2º do projeto, o parlamentar incluiu a seguinte redação: “§2º. Ficam excluídos da redução remuneratória prevista no caput os servidores públicos Concursados em regime de Trabalho Estatutário que estejam em gozo de suas atribuições durante o estado de calamidade pública.”.

Para o presidente do Sindserv, Jesomar Alves Lobo, a alteração minimiza o impacto das medidas e retira os servidores efetivos da proposta de redução salarial temporária. “Fico feliz de ver que o vereador reconheceu seu erro, isso requer grandeza, mas ao invés de propor redução salarial há muita a se fiscalizar na cidade”, pontuou. “As lideranças políticas da nossa cidade precisam se unir para trazer mais recursos dos governos estadual e federal, isso que vai garantir as ações de combate ao coronavírus, e isso tem acontecido, como podemos ver na construção do hospital de campanha com verbas do governo federal”, concluiu.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.