Prefeitura e servidores mantém negociação, apesar de crise financeira

Em reunião com a comissão de negociação, nesta quinta-feira (12), no Paço, o Sindicato dos Servidores Públicos (Sindserv) de Mauá apresentou alternativas para preservar o reajuste salarial da categoria. O governo municipal indicou preocupação com a situação financeira da Prefeitura, mas defendeu a continuidade das tratativas com os trabalhadores. A entidade protocolou proposta definitiva e aguarda resposta da prefeita Alaíde Damo para a próxima terça-feira (17).

20180712-reuniao-de-negociacao-campanha-salarial-sindserv-maua-foto-por-lucas-miranda-002 - 964x1286

O Governo municipal anunciou que vai prosseguir com as negociações e afastou os temores dos servidores públicos sobre um possível atraso no pagamento dos salários. (Foto: Lucas Miranda/Sindserv)

O risco de colapso nas finanças do município se tornou o principal obstáculo para solucionar o impasse nas negociações do reajuste salarial do funcionalismo. O secretário de governo, Antônio Carlos de Lima, defendeu a continuidade das negociações, a preservação da folha de pagamento e afastou o temor de atrasos no pagamento dos salários.

Para o presidente do Sindserv, Jesomar Alves Lobo, a reunião foi produtiva e também afastou as preocupações sobre um possível retrocesso nas negociações. “A reunião foi muito boa, o governo indicou que haverá reajuste e vamos agora negociar com a prefeita [Alaíde Damo] e apresentar uma proposta definitiva”, pontuou. “Acredito que temos condições de concluir, finalmente, as negociações e trazer para casa [assembleia] uma contraproposta positiva diante das inúmeras dificuldades enfrentadas”, avaliou.

No último dia 6, a Prefeitura publicou o Decreto nº 8.444/2018 e declarou estado de calamidade pública nas finanças do município. Desde então, os servidores e funcionários públicos estavam apreensivos quanto a continuidade da campanha salarial e um possível atraso no pagamento dos salários.

Apesar do estado de calamidade, o reajuste salarial do funcionalismo não trará danos ou complicações às finanças do município. A folha de pagamento ocupa cerca de 35% do orçamento municipal e mesmo com o volume de recursos inseridos para majorar as remunerações permanecerá bem abaixo dos limites prudenciais estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que é de 54%.

Uma nova reunião de negociação, dessa vez com a participação da prefeita Alaíde Damo, está agendada para a próxima terça-feira (17), no Paço Municipal.

20180712-reuniao-de-negociacao-campanha-salarial-sindserv-maua-foto-por-lucas-miranda-003 - 964x128620180712-reuniao-de-negociacao-campanha-salarial-sindserv-maua-foto-por-lucas-miranda-004 - 964x1286

2 comentários sobre “Prefeitura e servidores mantém negociação, apesar de crise financeira

  1. Pingback: Mauá reajusta auxílio alimentação de servidores públicos | SINDSERV MAUÁ - Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos de Mauá

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.