Bate papo entre ADI’s de Mauá e Santo André explica redução de jornada

O Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos (Sindserv) de Mauá promoveu na última quarta-feira (15), em sua sede, um bate papo entre servidores do cargo de auxiliar de desenvolvimento infantil (ADI) de Mauá, membros da comissão, e o diretor de imprensa do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santo André, Rodrigo Gomes Abreu, para esclarecer e dirimir dúvidas sobre a luta e o processo de redução de jornada dos ADI’s em Santo André.

WP_20160615_19_22_17_Pro

Segundo Abreu, durante a gestão 2008-2012, os servidores da Educação de Santo André se uniram para pleitear a redução da jornada de trabalho dos ADI’s e promoveram ações sociais para pressionar a Administração. “Elaboramos uma pauta única, para dar foco, fizemos um dia de paralização para doação de sangue, para isso contamos com o apoio dos servidores da Educação, inclusive professores, e nesse dia a administração foi obrigada a suspender as aulas, provocamos assim o início das conversas”, explicou. “No período eleitoral, elaboramos uma carta-compromisso para que todos os candidatos a prefeito da eleição de 2012 se comprometessem com a redução de jornada, mas apenas dois candidatos aceitaram: Carlos Grana (PT, que foi eleito naquela eleição) e Marcelo Reina (Psol)”, relembrou. “O prefeito Grana assumiu e honrou com a palavra; nossa vitória veio após três anos de luta”, concluiu.

Para o presidente do Sindserv Mauá, Jesomar Alves Lobo, a luta dos servidores da cidade vizinha é uma inspiração. “O que o Rodrigo disse vem de encontro com os objetivos da categoria em Mauá, vamos sim falar com todos os candidatos a prefeito para que apoiem a nossa pauta e faremos um trabalho específico para os ADI’s da nossa cidade”, pontuou.

Reposição – Os ADI’s presentes apresentaram outros problemas para agregar à luta, como a questão da reposição de servidores. “A rotatividade de ADI’s tem sido alta porque muitos não aguentam o estresse e o desgaste dos quais estamos submetidos e cada um de nós tem que assumir as tarefas daquele que saiu, não há agilidade na reposição dos servidores que saíram”, contou um dos presentes.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.