Sindicato lança campanha de valorização dos profissionais de saúde

O Sindicato dos Servidores Públicos (Sindserv) de Mauá vai iniciar, em fevereiro, uma campanha pela valorização dos profissionais de saúde da rede municipal. A entidade vai promover um abaixo-assinado para pedir que o abono salarial concedido no período da pandemia se torne definitivo.

Segundo o presidente do Sindserv, Jesomar Alves Lobo, a medida é necessária e visa a recuperar direitos perdidos nessa pandemia. “As pessoas não sabem, mas os médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, dentistas, farmacêuticos, auxiliares de farmácia, socorristas, psicólogos, agentes de saúde, agentes de endemias, administrativos, operacionais e todos os servidores da Secretaria de Saúde, tiveram suas férias, suas folgas e suas licenças canceladas”, pontuou. “Alguns servidores que estavam em viagem com a família tiveram que cancelar tudo, assumir os prejuízos financeiro, emocional e físico, para retornar ao trabalho sem maiores possibilidades”, relatou. “Por tudo isso, esse abono é mais que necessário, é direito, é moral e é justo”, concluiu.

Na última vez em que a Secretaria de Saúde divulgou o número de profissionais de saúde contaminados por Covid-19, em dezembro, já haviam 668 casos confirmados. Desde então nenhuma atualização foi divulgada na página da Prefeitura de Mauá.

O Sindserv vai visitar todas as unidades e equipamentos de saúde para levar o abaixo-assinado e, assim, obter o apoio dos servidores e da população.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.