Servidores públicos de Mauá aguardam contraproposta de Alaíde Damo

40387402_2262888133942841_6186986723025616896_o

Foto: Facebook

Os trabalhadores da Prefeitura de Mauá, Câmara Municipal e Sama, representados pelo Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos (Sindserv), aguardam da administração da prefeita Alaíde Damo a oficialização de uma contraproposta aos itens da campanha salarial deste ano. A entidade alimenta a expectativa de um resultado positivo até a próxima quinta-feira (23), quando haverá uma reunião no Paço.

Para o presidente do Sindserv, Jesomar Alves Lobo, os trabalhadores esperam que a prefeita tenha sensibilidade para compreender a necessidade de corrigir os salários. “Estamos há 24 meses sem qualquer correção nos salários, o poder de compra dos servidores públicos caiu cerca de 7%, isso significa que nossos salários encolheram”, pontuou.

Os servidores e funcionários públicos de Mauá reivindicam a reposição das perdas inflacionárias em torno de 7%, aumento real de 5%, abono mensal de R$ 300 com incorporação ao salário definida e a majoração do auxílio alimentação de R$ 390 para R$ 475.

Contexto

Desde maio de 2017, a cidade de Mauá tem sofrido com a instabilidade política e a crise de descontinuidade administrativa. Essa situação impediu a correção anual dos salários (popularmente conhecida como “dissídio”) dos trabalhadores da Prefeitura, Câmara Municipal e Sama. Apesar disso, servidores e funcionários públicos tem garantido a prestação ininterrupta dos serviços e ações à população mauaense.

Sem qualquer reajuste nos salários e com as constantes elevações de preços, tarifas, taxas e impostos, o poder de compra dos trabalhadores do setor público mauaense tem diminuído de forma vultuosa e prejudicado seu sustento familiar.

Perdas

A inflação oficial, medida por meio do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), reduziu o poder de compra dos trabalhadores.

A data-base dos servidores de Mauá é 1º de abril, isso significa que a inflação é medida de abril a março. Ou seja, os funcionários da Prefeitura, Câmara e Sama viram seus salários encolher 2,68% de abril de 2017 a março de 2018 e 4,58% de abril de 2018 a março de 2019, cujo total é de 7,26%.

Etapas-da-campanha-salarial-2019

Acompanhe as etapas da campanha salarial

2 comentários sobre “Servidores públicos de Mauá aguardam contraproposta de Alaíde Damo

  1. Olá, gostaria de saber porque nunca foi cogitado uma greve? Já fizemos protestos, já usamos roupas com predominante preto, mas nunca greve. Porquê?

    Curtir

  2. Ué, só é válido o comentário que elogia a gestão? Se mencionar greve para forçar o aumento que nem precisar tem?

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.