Professores de Mauá propõem mudanças ao novo Estatuto do Magistério

A fim de debater o texto do projeto do novo estatuto do magistério, os professores da rede municipal de ensino se reuniram, nesta quarta-feira (24), no Sindicato dos Servidores Públicos (Sindserv) de Mauá. Os educadores fizeram uma avaliação de pontos importantes e propuseram alterações. Um novo encontro ficou agendado para o dia 6 de maio, às 18 horas, na sede da entidade.

20190424_reuniao-professores_foto-por-lucas-miranda_004 - 1411x1058

Professores da rede municipal de ensino se reuniram para debater o projeto de novo estatuto do magistério. Os educadores pretendem apresentar propostas de alteração. (Foto: Lucas Miranda/Sindserv Mauá)

Durante a reunião, que contou com a presença do departamento jurídico do Sindicato, os professores apontaram temas a se observar na propositura, como licença-prêmio, direitos dos professores readaptados e mudanças na distribuição da jornada semanal de trabalho.

Segundo a advogada do Sindserv, Elenice Ferreira, agora é o momento correto para propor alterações. “Aquilo que precisa ser regularizado nesse projeto, vamos regularizar agora”, defendeu.

Cada professor ou professora podem enviar sugestões de alterações no projeto para o e-mail contato@sindservmaua.org.br ou na página “Fale Conosco” do site. Uma nova reunião dos educadores está agendada para o dia 06/05/2019, às 18 horas, na sede do Sindicato: rua Santos Dumont, 507. Vila Bocaina.

Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone (11) 4547-4123, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.